Onde ficar em Curitiba: Nomaa Hotel.

Nomaa R. Gutemberg, 168 – Batel, Curitiba. (Onde ficar em Curitiba). Reserve no booking ou hotéis.com.

Nomaa - Onde Ficar em Curitiba
Café da Manhã na cama.

Onde ficar em Curitiba é uma pergunta que sempre recebo. Normalmente as pessoas de fora da região acreditam que Londrinenses vão bastante a Capital, mas não é bem verdade. A maiora dos Londrinenses acabam indo mais para São Paulo do que Curitiba. A distância é a praticamente a mesma, temos também muito mais opções de vôos, e em geral somos bem ligados com a capital paulista.

Então, eu não sou expert de Curitiba, mas no último ano fui algumas vezes, e posso falar? AMO aquela cidade. Não tenho problema nenhum em elogiar e elogiar! E por isso, vou compartilhar minhas dicas, meus favoritos, minhas recomendações… Como sempre. A começar por onde ficar em Curitiba, que minha recomendação é mil vezes o hotel Nomaa, no bairro do Batel.

 

Nomaa - Onde Ficar em Curitiba
Nomaa – Lobby.

Localização

Primeiro que o Batel é o bairro mais gostoso da cidade. Esta CHEIO de restaurantes e cada hora um novo, o Shopping Pátio Batel é o meu preferido na cidade, e o bairro mesmo em si é gosto, tranquilo e lindo. Curitiba se destaca nessas regiões por ser um cidade super linda, cuidada, limpa, enfim… Comparada com outras capitais é surpreendente!

O Nomaa no Batel é pertinho de tudo que eu gosto.

 

Arquitetura e Decor

O hotel é bem boutique/design, meu tipo preferido. É o primeiro 5 estrelas de Curitiba, informação pela qual a gente passa um pouco batido, mas a importância é altíssima. Fora das capitais principais, a chegada de um hotel com essa proposta é rara, Curitiba no entanto tem demanda e talento para isso.

O hotel é bem moderno, cosmopolita, me lembra um pouso a rede Fasano e o Emiliano em SP. O Lobby é aconchegante e chic ao mesmo tempo. Todos os espaços são pequenos, mas muito bem distribuídos.

O quarto.

Minha parte favorita é o quarto. Super iluminado, em cores claras, com painéis de madeira nogueira e mármores claros. Acho o quarto a combinação perfeita de estilo e conforto. Adoro falar isso e não sei vocês entendem o que quero dizer mas é definitivamente aquele clean sexy, meu sentimento preferido de ter ao descrever interiores. Banheiro amplo, cama maravilhosa, lençóis impecáveis… Enfim! #CasaForaDeCasa

Nomaa - Onde Ficar em Curitiba
Acesso ao Nomade, no piso superior ao Lobby.

Restaurante & Estrutura.

O hotel não tem piscina e eu não testei o SPA, mas pelo que entendi é uma sala com serviço externo. A área de Fitness eu aproveitei muito bem, uma academia bem compacta mesmo, mas super completa. Não senti falta de nada, e consegui fazer todos os meus treinos sem problemas.

O restaurante do Nomaa é uma estrela a parte, o premiado Nomade. O café da manhã (incluso) é maravilhoso, muitas opções a la carte como French Toast (Rabanada) e uma leitura de Eggs Benedicts no brioche com cogumelos salteados e grana padano maravilhosa. Essas delicias são servidas também no famoso Brunch de domingo, que é super disputado, além de outras opções mais almoço. Também sugere-se o menu degustação para os jantares. Definitivalmente uma refeição deve ser feita em sua visita a Curitiba no Nomade. Aqui é onde ficar em Curitiba mas também onde comer! Haha.

Impressões Pessoais.

Em geral, muitas pessoas comparam o preço do hotel com outros de Curitiba e acham caro, mas a verdade é que não existe nenhum outro hotel para se comparar com o Nomaa. Pelo serviço e quarto e toda a experiência, acho o Nomaa bem justo, como falei, me lembra Fasano e outros por metade do preço, claro, Curitiba não é tão cara quanto São Paulo ou Rio.

Eu realmente gosto da experiência de ficar nesse hotel. Tenho vontade de passar finais de semana lá e curtir a cidade, que nem sempre tido. Muito porque sim, Curitiba tem cada vez mais lugares legais para ir mas também por ficar no Nomaa. Como vocês sabem, sou encantada com hotéis, principalmente nesse estilo.

Espero que gostem. Quem conhece ou for conhecer me conte! Vou deixar vocês com o vídeo desse último final de semana lá!

Beijos,

BK.

Salve no seu Pinterest!

Bolsas “cesta”, sim ou não? + Como eu lido com tendências.

Basket bags, ou bolsas “cesta”. Esse é o assunto de hoje. Porque realmente não sai da minha cabeça e resolvi que merecia um espaço aqui!

{Inspo: Jane Birkin e sua famosa Basket Bag.}

Tendências, tendências…

Eu não sou muito fã de tendências, a não ser que algo realmente se encaixe na minha personalidade. Que é bem definidinha, sim. Mas, em raras ocasiões, as tendências gritam BÁRBARA e eu simplesmente TENHO que participar da festa.

A grande diferença é que normalmente são tendências que eu levo para a vida, ou pelo menos por umas boas estações e anos, e não só para aquele período. Principalmente se eu vou fazer um investimento considerável. Então quando eu vejo algo super tendência, que é minha cara, eu penso: Vou usar por quanto tempo?

Por exemplo, eu realmente fiquei super tentada a comprar uma bolsa Gucci Dionysus, que esta bombando já a mais de um ano. O detalhe em metal é minha cara, o tamanho é excelente, e eu ainda não tenho nenhuma bolsa Gucci na minha coleção! Mas, eu sabia que os modelos com estampa em logo (lisos ou bordados) iria me enjoar em um ou dois anos. Considerei comprar na cor lisa, mas não encontrei a cor que queria (vermelha) e acabei deixando para lá – pelo menos por enquanto.

Em busca de bolsas verão.

Ultimamente, tenho procurado bolsas com cara de verão, bem riviera, tanto para um Beach Club, passeios pelos centrinhos e outros momentos casuais de viagem. Eu queria algo mais charmoso do que as bolsas mais famosas de praia como a Deauville da Chanel ou a St Louis da Goyard, e sonho com uma bolsa de palha vintage Hermés ou Chanel há alguns anos, mas nunca fui muito atrás, porque ainda não passei pela experiência de comprar bolsa usada e não sei como me sinto sobre isso ainda!

{ Passou na minha cabeça: bolsas vintages Chanel, uma Hermés Picnic Kelly e a Fendi Baguette em Palha.}
{ Passou na minha cabeça: bolsas vintages Chanel, uma Hermés Picnic Kelly e a Fendi Baguette em Palha.}

Eu queria algo com cara de Brigitte Bardot em Búzios ou verão da Jane Birkin! Espero que entendam minhas referências… Algo fofo, chique e timeless…  As bolsas acima ainda são as melhores idéias na minha cabeça, e ainda espero encontrar algo do tipo, para manter na minha coleção pra sempre!

Bolsas “Cesta” #EVERYWHERE!

Enquanto isso, nesse verão européu/americano, várias marcas de todos os tipos lançaram suas bolsas “cesta” e simplesmente quase todo mundo envolvido com moda já tem a sua. Umas das bolsas mais vistas por aí são as da Cult Gaia, em vários tamanhos… Eu pessoalmente, acho linda, mas não prática. Porém, literalmente, todas as blogueiras, socialites e modelos do mundo parecem ter essa bolsa.

{ Bolsa Cult Gaia, foto: Visual Therapy. }
{ Bolsa Cult Gaia, foto: Visual Therapy. }

Fora isso, mais no lado design, a Prada lançou uma coleção de bolsas “cesta” que realmente está me convencendo, e eu quero olhar mais de perto as cores e tamanhos…

{ Bolsa Basket Prada, foto: Chouquette. }

Por fim, na mesma época, a AC Brazil me aparece com mini bolsas “cesta” também maravilhosas e eu simplesmente babei! Quem não conhece a AC Brazil, é uma marca brasileira fast fashion que tem uma seleção linda de bolsas super fashionistas e outras inspired, além de uma coleção de óculos linda: O meu preferido é esse e tá sempre na minha bolsa.

 

{ Bolsas AC Brazil, super fofas! Minha preferida é essa.}
{ Bolsas AC Brazil, super fofas! Minha preferida é essa.}

Decisões

Então… Depois de muito sonhar e pensar (haha!) o que eu decidi: acabei de fazer meu pedido na minha bolsa da AC. Porque eu sabia que se chegasse minha próxima viagem de verão e eu não tivesse nada do tipo eu ia ficar chateada.

Triste mesmo.

Então, como eu curto super a marca e sei que sempre esgota, e eu fico sem quando não compro, nós temos uma compra nova chegando! Prometo mostrar em vídeo quando chegar, ok?

E sobre as mais designs: É o seguinte… Vou namorar a da Prada na loja, mas ainda não tenho certeza. A não ser que eu realmente me apaixone, vou esperar um relançamento Chanel. Tem que voltar, certo? Pode demorar anos, mas um investimento é um investimento. Eu não sei se jamais investiria o valor de uma Kelly em uma bolsa que usarei tão pouco, e também não sei se ainda está em produção… Então confio mais na possibilidade das bolsas Chanel. Enquanto isso, eu me divirto com a minha fofa, que tal?

Mal posso esperar para chegar!

E se você ainda quer mais inspirações de bolsas “cesta” para saber se quer ou não uma para o seu verão, fique com essas fotos finais!

xxx, BK!

Mais Inspirações!

Salve no seu Pinterest!

Cestello – Comida maravilhosa, ambiente moderno em Florença.

Cestello Piazza di Cestello, 50124

Hello there! A dica de hoje é um restaurante com ambiente ótimo, DJ bom e comida excelente dessa última viagem. Ele fica na praça de Cestello, o que será o único restaurante de Florença que vou indicar por que, é o que realmente recomendaria.

Ambiente e Décor

Talvez eu não tive tanto tempo para explorar mais, mas essa é minha segunda viagem a Florença e, esse foi o destaque com certeza. Eu estou me segurando para não chamar o restaurante de jovem e animado, porque realmente não é, mas é o mais perto disso que encontrei na cidade.

A decoração é bem moderna, com uns detalhes antigos, com um mood bem cool... As mesas foras são mais despojadas e menores, as mesas dentro mais sérias e formais. Você vai encontrar desde casais em um super jantar romântico arrumados até jovens estilosas de tênis nas mesas de fora tomando um vinho e conversando!

Cozinha

O restaurante se especializa em frutos do mar, com um bar exposto de crustáceos e peixes, além do aquário com lagostas para ser escolhidas e preparadas. Apesar disso, também tem um menu “da terra”.Fiquei realmente impressionada com os pratos, tudo maravilhoso, da apresentação ao sabor, claro.

Vem ver!

Começando.
Tartar de Atum, muito fresco, maravilhoso.
Carpaccio de Atum, maravilhoso. Repetimos o peixe mesmo, estava muito bom.
Carpaccio de Branzino Selvagem. Lindo e delicioso.
#WineOClock
Mais um Carpaccio com masa, acredito que de camarão – não tenho certeza.

Peixe fresco do dia assado no sal grosso.

Dress Code.

Vocês já sabem, quando eu escrevo Dress Code aqui é só uma sugestão. No caso, no Cestello você pode ir bem casual ou se arrumar mais, tanto faz. Vou deixar duas sugestões para inspirar no meio termo! Resolvi vestir para mais e para menos o mesmo vestido, que tal?

{ Dress down: vestido + bolsa + botas. }

{ Dress up: vestido + salto + clutch + brincos. }

Se você quer saber o que EU usei nesse dia, foi quando passamos a noite passeando na cidade, o vídeo esta aqui! Também tem fotos quando falei sobre o que comprar em Florença, viram?

E pro hoje, that’s all!

Beeeijos,

BK

Pinterest