Compras em José Ignacio: décor e roupas bem descoladas.

by

La Huella New Style Sashimi e ProvoloneComo no último post falamos do La Huella, esse é o post que mais faz sentido depois. Como a gente não sai para José Ignacio de dia se não para o La Huella (ou para o La Susana, mas esse fica antes do La Huella e das lojas), acaba que é quando passeamos um pouquinho ali nas ruas próximas.

Jose Ignacio Magma 02

{ Magma – foto. }

Cada ano tem novidades, as lojas são em maioria Pop Ups – montadas temporariamente para o verão. Mas o que se compra lá? Alguns clássicos são muito legais de visitar e conhecer, e se gostar de algo comprar. Em especial: coisas de casa e decoração, roupas bem descoladas, roupas de tecido finos. Veremos:

Tanto no centro de Punta, quanto na Barra, quanto em José Ignacio tem algumas lojas de coisas de casa e decoração. Muitas lojas de muito bom gosto aliás, impossível não querer comprar nada. Em José Ignacio, tem uma loja grande na rua do la Huella mesmo (antes de onde tem o vallet), a Sentido.

Jose Ignacio Sentido 2

{ interior, uma das salas da loja Sentido – foto. }

A Sentido existe faz alguns anos lá e tem um pouco de tudo, móveis, antiguidades, papelaria, velas, objetos de decoração… Ainda tem um café (os homens adoram quando veem que dá para sentar em algum lugar!), e uma loja de roupas no fundo, que vive tendo uns achados. Mas a estrela aqui com certeza são os móveis e objetos de decoração, além dos presentinhos (papelaria, velas)… Vale a pena conhecer.

Jose Ignacio Sentido 1

{ produtinhos Sentido – foto. }

Mais para baixo (direção oposta da praia, mesma rua ainda da Sentido e do vallet) tem a La Esteña, também de coisas de casa, que eu conheci só esse ano e AMEI. De verdade, queria tanta coisa – mas como trás embora? A pessoa ia ficar tanto tempo que a mala veio cheia! E uma de mão! Acabei comprando duas coisinhas menores… Tem coisas do mundo todo, papelaria maravilhosa também, mas itens de cozinha e mesa muito lindos. Gostei bastante de uns jogos americanos, mas deixei para outra viagem…Me caso só daqui um ano então sem pressa! Mas também acho que tem que conhecer!

{ Fachada da loja La Estenã – clique no vídeo para ver dentro! }

Continuando começa a aparecer uma lojinha de biquini (Swim Days) – confesso que só uma vez gostei e comprei um bikini lá e mais algumas outras lojinhas ao lado e ao fundo. A mais legal para mim é a Magma, que esse ano foi o primeiro ano que vi ali (tem na Barra e no centro), é a que mais vale ir se ainda tiver! A Magma é uma multimarca uruguaia que bem a cara das uruguaias e argentinas, mas com marcas do mundo todo. Na mesma loja você encontra Free People e Missoni, Wildfox Couture e Kenzo… bem doido! Apesar de ter  Missoni e Kenzo, são as marcas mais caras que tem, a maioria é bem fast fashion. Tem bastante camisetas legais, suéters, blusinhas… Quem curte botas também vai achar bastante. E se você entrou na onda das flatforms (aquelas plataformas de salto reto – que são a cara do Uruguai) vai amar! Eu particularmente fico nos tênis e nas botinhas.

Jose Ignacio La Estena 2

{ detalhes La Estenã – foto. }

E é isso! Em resumo, no perímetro de 3-4 ruas em volta do La Huella tem bastante lojinha para andar e conhecer! Ainda vou falar de compras no centro, Barra e Manantiales… Enjoy!

Jose Ignacio Magma 01

{ Magma – foto. }

Alias, já viram o VLOG de Punta? Clique aqui!

IN A FEW WORDS: Since in my last post I’ve sent you all the way to José Ignacio for food & drinks, why not enjoy the trip and check these nice stores nearby? I highly recommend paying a visit to both Sentido and La Esteña, they are AMAZING décor stores. I love La Estenã specially for tableware, and Sentido mostly for decór items… They both have great gifts and stationary for loved ones or yourself. Down the road a little more you see Magma, the best clothing store in Punta del Este, where you will see from Free People to  Missoni, a collection of stylish pieces, must go also! Enjoy!

 

xxx BK.

No tags 0 Comments 0

Parador La Huella – O programa mais clássico de Punta.

by

Parador La Huella  Calle de Los Cisnes, 20402 José Ignacio

La Huella Externo

{ Parador La Huella, parte externa – foto. }

A dica de hoje é bem básica para quem já conhece, mas para quem não conhece é essencial! Não existe ir a Punta del Este e não ir no La Huella – que na verdade fica em José Ignacio. Confuso?

Já falei um pouco sobre José Ignacio nesse primeiro post de Punta onde falei um pouco dos balneários/bairros e onde ficar. E também tem alguns takes do La Huella no vlog de Punta de Este.

La Huella Mesa

{ Nossa mesa um dos dias! No meio, o polvo e lulas. }

O La Huella é o parador de praia mais famoso alí das praias da região, e o mais agitado. Nunca morre, mesmo fora de época! Provavelmente o único. Os donos são em três, mas no dia a dia você vê o Martín Pittaluga, uma figura – normalmente de calça colorida e camisa andando pelo restaurante, certificando agilidade e falando com os garçons.

La Huella New Style Sashimi e Provolone

{ Sashimi New Style a frente. No fundo, provolone. }

Apesar de ser um parador de praia, é realmente um restaurante. Não acaba sendo daqueles que as pessoas vão para a praia e voltam, ou tomam sol… Em vez disso, espere muito vinho, pratos simples porém maravilhosos e de vez em quando uns charutos rolando. O clima é realmente sensasional, o ambiente é rustido mas bem clean. As pessoas estão sempre curtindo, papeando, bebendo e relaxando. Mesmo assim, o traje é bem praia… maiôs com saias, saídas longas em cima de bikinis, shorts e batas, chapéus, óculos… O uniforme mascúlino é bermuda ou shorts de piscina e camisas, principalmente de linho. Mas camiseta também vale. Só não adianta querer entrar sem camiseta, só de bikini e etc…

  { Meus looks no La Huella. }

É com certeza o principal point de anos de Punta, e concorrido de acordo.  No fim do ano, é bem difícil conseguir algo sem reserva, a não ser que esteja em dois ou três pode haver chance. No entando, mesmo com reserva já pode ser um pouco frustrante, então acho que não custa nada. O restaurante trabalha com dois horários de reserva, 13h ou 15h30. Você pode marcar as 15h no site mas na verdade será 15h30. E pode ser que você tenha que esperar. Apesar do horário das 13h ser mais sem perrengue, é muito cedo para Punta. Isso significa sair do hotel meio-dia, meio-dia e pouco…. Considerando que tudo é tarde lá, seja jantar ou balada, acho que é sempre mais gostoso o segundo horário. Outro aviso importante é que, não sentam a mesa sem estar todos lá. Se a reserva é para 10 e vai 10, não adianta chegar 8 e querer sentar. Para dizer a verdade já consegui uma vez, mas se for tentar não adianta estressar, já avisei!

La Huella Pulpo

{ Lulas. }

Duas curiosidades: a febre do Cleriquot (bebida a base de vinho e frutas) entre os brasucas começou aqui em Punta, e principalmente aqui no La Huella. Isso provavelmente estou falando de 2010, ou até antes. Outra curiosidade, que é mais uma “aulinha”… As pessoas tendem a achar que la huella significa “a onda”. Na verdade, la huella é “a pegada”, como a marca do pé na areia… “A onda” seria la ola. #AdeusPortunhol

La Huella Salada com Presunto Cru

{ Salada com Presunto Cru}

Sobre a comida, o legal é pedir e compartilhar. De entradinhas amamos a lula na chapa (Chipirones a La Plancha), que é feita no azeite e acredito que paprica e é maravilhosa; o polvo (Pulpito) e a torta de queijo de cabra e cebola caramelizada (Tarta de cebolla). Ainda sempre pedimos sashimis e sushis, que apesar de não serem nenhum peixe especial, são super frescos. Apesar de não ter costume de frituras, já estive com gente que pediu tanto camarão quanto lula e Brotola (um peixe branco da região) empanados e fritos e foi a sensação também.

La Huella Sushi e Rolls

{ Japinha! O Atum é maravilhoso. }

Os principais são muito bons, mas depois dos abre-bocas e com o que tem por vir de sobremesa, eu sugiro compartilhar. As vezes não pedimos principal e ficamos no passo anterior, mas se é a primeira vez acho que é legal provar. Eu amo a Brotola deles, um peixe branco alto e macio. Tem também a Corvinia, um peixe inteiro mais fino que vem da churrasqueira e é um prato lindo, mas prefiro a outro opção. Já comi entrecôte lá também, mas sugiro fortemente o peixe. Também é famoso o filé a milanesa deles. De acompanhamento para todos você pode escolher batata frita, purê, salada… mas eu sugiro muito os vegetais na parrilla (churrasqueira)! Sinceramente, onde tiver vegetais assim no Uruguai pode pedir! Especialmente se tiver abóbora. É incrível como eles conseguem caramelizar no forno e deixar tão boa e saborosa!

La Huella Tarta e Pulpo

{ A torta de queijo de cabra e cebola caramelizada e mais uma vez, as lulas. }

Por último, a famosa sobremesa… O Vulcano de Dulce de Leche.  Um petit gateau bem grandinho com muito doce de leite, servido com um sorvete de banana que eu acho incrível. Também tem o Vulcano de chocolate, que eu particularmente amo – um pouco mais amargo que doce, mas não é tão famoso!

La Huella Vulcano de Dulce De Leche

 {Vulcano de  Dulce de Leche com sorvete de banana }

Tenho certeza que esse programa TODOS vão amar. Nesse final de ano fui com um grupo de amigos, depois com outro, depois com família… é para todos os gostos!  Quem conhece?

E agora CLARO, lookinhos!

La Huella 01 copy

{ green day: bikini parte de baixo + parte de cima + saída + óculos + rasteiras. }

La Huella 02 copy

{ back in black: óculos + vestido + espadrilles + chapéu + bolsa. }

La Huella 03 copy

{ being cute: shorts + blusa + rasteira + bolsa + chapéu }

Por último, cuidado com bebida e direção. Fique atento principalmente em épocas mais cheias que tem sempre uns turistas barberinhos dirigindo de qualquer jeito. E também saiba que tem muita polícia nessa estrada, e conheço muita gente que teve que fazer bafómetro, chamar alguém que não bebeu até lá para buscar o carro, tiveram documento confiscado e tiveram que ir pagar multa em outro local para reaver o documento e poder sair do país. Aproveitem com responsabilidade!

IN A FEW WORDS: What makes La Huella the most covet beach restaurant in the Uruguayan riviera? The vibe, the view, the people and the food. Do make reservations and understand that sitting time is usually 1pm and 3.30pm, meaning anything in between that will be pushed to 3.30pm. Enjoy the wine, order to share and taste as many dishes you can. Dress for the beach but don’t expect to actually go there – not during the lunch at least, maybe after or before. By the end of the day, watch out on your way back to Punta if this is where you are heading – drinking and driving can go bad with lots of lost tourists driving mindless AND the police watching! 

xxx BK.

No tags 0 Comments 1

Meu primeiro VLOG! – Punta del Este por 17 dias.

by

Hello! Com muito ânimo e um pouco de frio na barriga venho mostrar meu primeiro Vlog! #YEY!

Nesses 17 dias em Punta del Este eu fui fazendo pequenos clips dos lugares para tentar compilar em um vídeo e colocar aqui para vocês. A intenção é dar mais vida aos posts, vocês terem um visual mais claro dos lugares, e dai é claro, colocarei ainda um post sobre cada lugar para dar mais informações para vocês!

Feedback é muito importante para mim. Edição fiz sozinha, e filmei apenas do iPhone. Se a qualidade incomoda, ou o jeito como foi editado, talvez a música ou o tamanho do vídeo (se preferem ver mais ou menos)… é bem legal me contarem. Mas, mesmo assim, espero que aproveitem o video como se estivessem lá, eu mesma dá uma saudades já quando vejo! Booooom, sem mais, vamos lá!

Curtiram?

IN A FEW WORDS: Hello! Very excited and a bit scared to share my first vlog!  This was made in those 17 days I i spent in Punta del Este! I made a few mini clips of places I went and I will be posting more about each here, stay tuned!

xxx BK!

 

No tags 0 Comments 2

Conrad Punta Del Este, minha última experiência e entenda onde ficar em Punta.

by

Conrad Punta del Este Rambla C. Williman Parada 4

Veja tarifas e reserve no Hotéis.com ou Booking.

Conrad Panoramica Noite

{ O hotel – foto. }

BACK! Finalmente né? Preciso aprender a me programar para postar de viagens, eu sei! #2017goals… É que a internet não carregava fotos muito bem no hotel então foi ficando para depois e depois e não procurei um lugar melhor… Me desculpo pela ausência… Mas, falando em hotel, vim falar sobre minha experiência agora do fim do ano!

Fiquei 17 dias em Punta del Este, no Uruguai. Amo muito lá, minha família também, vamos pelo menos uma vez por ano, Réveillon ou Carnaval, muitas vezes os dois e algumas vezes até fora de época. Posso tranquilamente dizer que já fui umas 30 vezes para Punta. Quando eramos bebê, meu pai alugava casa e ficávamos o verão todo por lá.

Conrad Ovo Beach

{ O parador de praia, OVO Beach. – foto. }

Ainda alugamos casa de vez em quando, só que 2016 foi uma correria e fomos deixando para depois… O outro hotel que ficávamos, o Mantra, foi vendido e não sabíamos como estaria… Havíamos ido Carnaval passado nessa transição e estava uma bagunça. Esse final de ano parece que já estava tudo ótimo! As casas onde curtimos também não tinha as opções que queríamos, e o único apartamento que achamos ficou naquela discussão de será que sim será que não… No fim, voltamos ao Conrad, o hotel hoje mais conhecido de Punta de Leste.

O Conrad fica no centro de Punta del Este, onde tem acesso a muita coisa mais é também longe do burburinho da Barra e de Manantiales que gostamos. Vamos entender: o Conrad é perto do centro centro da cidade, mais movimentado e com a turistada, enquanto costumamos ficar na Barra onde é mais jovem, é mais novo e tem mais lugares modinhas. A Barra também é do lado de Manantiales, outro centrinho legal e meio caminho para José Ignacio. José Ignacio é a cidade do lado, que apesar de ter gente que acha que não precisa ir, acho que TEM que ir. José Ignacio é bem europeu, muitas casas de gringos e tem um charme a parte. É para lá que tem os dois famosos aparadores de praia que são programas para uma tarde toda! E muitos restaurantes incríveis… Falarei depois. Em resumo, em uma ponta esta José Ignacio, em outra o Conrad e o Centro, e  – no meio do caminho – Barra e Manantiales.

Em Punta, não dá para ficar sem carro, alugue e alugue antes! Qualquer lugar que você ficar você vai querer andar para o outro lado. Como localização, eu prefiro ficar na Barra mesmo, pois muitos dos restaurantes a noite em Jose Ignacio do Conrad deram uma hora para ir. Existem outras opções no meio do caminho também, mas mais para o lado do centro, com o famoso Hotel L’Auberge, o Yoo e o Grand Hotel… Mas surpreendentemente, eu amei ficar no Conrad esse ano. Já tinha tido uma experiência pior há uns anos atrás, mas por vários motivos eu AMEI esse ano mesmo!

Primeiro, pegamos quartos novos. Alguns quartos foram reformado e a promessa é de concluir a reforma em 2018. Também vai inaugurar torres novas com quartos mais modernos. Achei os quartos amplos e excelente, banheiro iluminado novinho e a cama maravilhosa. Dormi muito bem nessa viagem diga-se de curiosidade.

Conrad Bay Room

{Bay Room, dos novos, muito confortável – foto. }

Segundo, aproveitei bastante a praia. No Mantra, hoje com o nome de Punta Resort, apesar de ter a piscina deliciosa que passava o dia todo, o parador da praia é alugado para restaurantes e fica difícil usar. Ali na frente do Conrad, o parador chama Ovo Beach Club, mas descendo ele você tem uma praia ampla (Praia Mansa) para curtir com o serviço de praia do hotel de cadeiras, toalhas e etc. Nessa praia, aluguei Jet Ski três dias para andar, muito gostoso! A piscina também aproveitei bastantes dias, mas confesso que a do Mantra é mais gostosa, mais adulta sabe? Menos barulheira… Mas mesmo assim aproveitei muito o sol (com protetor!) e o clima estava delicioso.

Conrad Piscina

{ Piscina do Conrad, com vista para a praia – foto. }

Depois, a praticidade dos restaurantes foi ótima. 17 dias é MUITO para ficar em um hotel. Acho que em um hotel menor iria me dar agonia. No Conrad, quando não queríamos sair, tínhamos mais opções. O francês e italiano St Tropez é mais formal, falarei sobre, jantamos duas vezes. O Las Brisas é o restaurante básico do hotel, que alguns dias tem opção de buffet (bem fraquinha achei) mas o a la carte é excelente. Muito bom para saladas e carnes. Ainda a noite, quando queríamos algo leve, iamos no Ovo  Night Club, que tem restaurante e balada do mesmo nome que o Beach Club que falei, e serve comida japonesa e peruana. Fomos também umas três vezes. E na piscina, tem um grab & go com sucos e saladas e um restaurante que a carne estava sempre maravilhosa, almoçamos lá também umas 5 vezes… Pelo tempo da viagem, achei que ter essas opções foi fundamental. Ainda tem um bar com tapas que acabamos não indo, e muita opção de room service.

Conrad St Tropez

{ St Tropez, o restaurante mais formal do hotel. – foto. }

Outra coisa importantíssima para estadias longas é que o SPA e a academia são maravilhosos e bem completos. Dá até gosto de ir malhar! Nada pior que aquelas academias abandonadas, com aparelhos antigos e abafadas né? Lá é tudo espaçoso, novo, arejado e limpo – com vista ainda!

Conrad Gym

{ Entrada da academia, no SPA do hotel – foto. }

Por último, o Conrad tem mais vida a noite. É o único hotel que tem casino hoje, depois que fecharam o do Mantra. O Casino tem um bar agitadinho também, e é ponto de encontro e até ponto turístico, então tá sempre lotado. O Ovo tem balada a noite, mas é balada mais uruguaia… Fomos poucas vezes e nesse ano, nenhuma vez. Ainda tivemos sorte da Hed Kandi, melhor festa de Punta (falarei sobre) ser no hotel, porque apesar de outros lugares serem mais bonitos, chegamos no dia da festa correndo para ir se arrumar!

Conrad Casino

{ Parte do Casino, que é bem grande. – foto. }

UFA! Foi isso. Vou postar tuuudo da viagem não se preocupem! Como foram de fim de ano?

IN A FEW WORDS: Punta del Este and where to stay? One side is Conrad, the most famous hotel, very downtown and next to the most busy tourist streets. On the middle you have hotels like L’auberge (closer to downtown), Grand Hotel and Yoo Hotel. After that, at my favorite location La Barra and Manantiales, you have a lot of houses for rental and the old Mantra, now Punta Resort. A bit more far away is the nearby city José Ignacio, with amazing houses and hotels and most European visitors. I love love La Barra and Manantiales, but this time I enjoyed Conrad a lot. We where here for 17 days so all the possibilities of the location and structure of a big hotel made a big difference!

xxx BK.

 

No tags 2 Comments 1